sábado, 30 de abril de 2011

Estou sem paciência pra minha impaciência. Ando nervosa com meu nervosismo e cansada de me sentir cansada. Estou de saco cheio de tudo aquilo que sempre gostei e atraída por aquilo que sempre tive repulsa. Ultimamente venho tentando sorrir quando me dá vontade de chorar e me segurar para não gritar quando me faltam palavras.
Parece que a vida não anda e que ao mesmo tempo estou sendo levada para algum lugar. Parece que nada muda, mas que mesmo assim tudo é completamente diferente. Sinto que já não sou mais a mesma, mas tenho certeza que ainda sou eu mesma.
Me sinto sozinha no meio de multidões e esquecida ao redor das pessoas. Queria poder me afundar no chão e deixar o tempo passar, sem ter que fazer NADA nem ter que me encontrar com NINGUÉM.

Um comentário:

nagaiver disse...

Que texto lindo. Vivemos sempre nessas contradições mesmo né querida?